06 março 2009

Nadie.

No começo, óbvio, não era assim. Eu nem me importava, achava que era uma simples paixonite de começo de ano, mas com o tempo foi ficando estranho. Foi ali que eu conheci o tal amor de verdade. Eu sempre sentia a sua falta se não visse você durante o recreio. Mas é completamente diferente quando a pessoa está ao seu lado e você não tem coragem de falar com ela. É uma saudade presente. É uma saudade mais dolorosa. É uma saudade que entra pelos poros e intoxica. Eu juro que por várias vezes eu quase falei com você, quase. Mas eu não tinha e ainda não tenho coragem suficiente para isso. Enquanto você sorri, eu te aprecio de longe, e a felicidade de te ver ali tão perto invade o meu corpo junto com a tristeza de não poder te tocar. Mas eu ficava feliz só por te amar, mesmo que em silêncio. Só que o silêncio não foi suficiente pra esse amor todo, e resolvi lhe contar tudo que eu sinto... Mas será que é certo eu me expor tanto assim? O silêncio ou o alto-falante.. Tá, mudei de idéia. Calar-me-ei.

2 comentários:

Yaas disse...

Pois é, a grande questão :x
falar ou não falar?
bom, voc~e resumiu a minha vida no ano passado, era exatamente isso.
Te-lo ao lado, e não poder toca-lo.
bom, eu escolhi falar :x de uma das piores formas (atraves de um post no blog) mais falei.
no começo, foi estranho e ruim ao mesmo tempo, mais posso te garantir que foi uma das melhores coisas que eu ja fiz :)
beeeijos :*
boa sorte xuxz

narinha. disse...

tento também essa duvida :x

aah nós duas desabafamos no blog SIHAIUSHIUAHUSA

boa sorte com essa paixão :*