08 março 2009

Vamos a la playa. ô ôô ôô

Era um dia de Sol como todos os outros daquela semana. O ar abafado, nenhuma nuvem no céu, um calor desgraçado. Então Marina, praieira como ela só, decidiu que não aguentaria mais um segundo sequer em casa, e resolveu ir à praia. Levantou do sofá, vestiu seu biquini fio dental, sua canguinha, pegou o carro e foi. O caminho até a praia era particularmente longe, então ela resolveu ligar o ar condicionado do carro, porém para a sua supresa: ele não estava funcionando. Marina ficou desesperada, pois se continuasse aquele forno que estava no carro ela poderia até morrer.. Com isso ela acabou ficando indecisa - Continuo seguindo para a praia, ou desisto e volto pra casa?. Mas entre o inferno e a sauna, prefirou a sauna, e lá foi Marina serelepe pimpona num carro mais foguento que dançarina de baile funk. Tudo estava bem, até que, tchararam, a gasolina acabou! Ela ficou desesperada, e revoltada consigo mesma por não ter conferido o tanque antes de sair de casa. Mas e agora? O que ela iria fazer? Estava no meio da estrada, um calor horrível, e ela sem gasolina. Então ela começou a rezar pedindo ajuda ao Senhor, quando de repente começou a ouvir um barulho, e ficou assustada: Será que isso é um sinal? - mas então ela percebeu que era simplesmente o celular dela no bolso e começou a rir de si mesma Dãr. Assim ela atendeu correndo e pra sua salvação era Joana, sua amiga de infância. Mari então perguntou se Jô poderia ir busca-la, e essa respondeu que sim. Uma hora depois Joana chegou, e Marina não conseguia parar de agradecer, pois estava quase tendo uma insolação. Logo, as meninas resolveram deixar a praia pra outro dia e foram pro shopping pegar um ar condicionado de graça e azarar uns gatinhos. Mas, claro que antes, Marina foi em casa super se produzir. Ao chegarem no shopping, foram logo comprar um sorvete, mas na hora de pagar.. Marina percebeu que havia esquecido a carteira em casa - É, parece que hoje é mesmo o meu dia de 'sorte'.

5 comentários:

A n i n h a a disse...

"serelepe pimpona num carro mais foguente que dançarina de baile funk. "

Olhaa, achei mais uma adepta do serelepe e pimpona ;)
adoureii
beijão

Natie disse...

hahah... coitada da Marina! quase ter uma insolação e ainda pagar mico sem dinheiro eh barra...
beijooos!!!

Gabi disse...

hehehe, deer que MARA/tadinhã da Marina!
amei

beijo

Marina disse...

apesar dos pesares, ameiiiiiii a história!

Joana minha amiguinha d infância, meu carro foguento e eu serelepe pimpona!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Bjo!

Jhé Cruz disse...

e certeza que a Jo ainda teve que pagar a conta da Ma, ahahahahahahahahhahaha.