16 março 2009

Xerox? Não, sou original.

Eu sempre fui a menina moleca da turma, e julgava isso bastante normal. Amigos meninos, nojo de rosa e vaidade fora de questão. Mas então o tempo foi passando, e lá estava eu, a única bv, que não usava vestido e que não era convidada para festa nenhuma. As meninas me enchiam o saco, falando que eu era estranha e diferente. Com isso, comecei realmente a me sentir daquele jeito, e achei que a única maneira de ser normal era ficando igualzinha a elas. Mudei! Maquiagem, vestido, cabelo arrumando, sapatinho de boneca, isso tudo agora fazia parte do meu cotidiano. E pra que? Pra eu ser aceita, ser parte da turma. Mas, qual não foi a minha surpresa, quando percebi que aquilo tudo era uma grande mentira. Eu não era daquele jeito, e nem queria ser. Então voltei ao que era antes. Tá, não tão desleixada, mas não tão enfeitada também. Porque como diz a Ana Carolina: 'Você pode me ver do jeito que quiser, eu não vou fazer esforço pra te contrariar. ' O que importa mesmo é o que eu sou e o que sei, e não o que os outros são e querem saber.

13 comentários:

Yaas disse...

também sempre fui a estranha perdida, e sempre gostei disso :x
enquanto as meninas ficavam num canto suspirando pelos meninos, e eles ficavam fazendo coisas que elas achavam ridiculas, lá estava eu no meio.Sempre entre os dois mundos.
Hoje, ainda a mesma coisa. Sou a estranha, sem muita maquiagem, que nem passar lapis não sabe, e vestido só em festa, salto? nem pensar.
e ainda a única bv da turma. mais quem liga? pelo menos sou eu mesma, e não mais um clone ambulante.
beeeijos xuxu.
e quando ao que vc disse, o único jeito deu chegar perto de uma história com final feliz, é atravez dos meus textos :x

Coisinhas da Jeh _ disse...

Ah, o importante é ser você mesmo :D Independentemente dos que os outros irão pensar. Porque imagina só você naquele grupo de paty, estando totalmente desnorteada, não dá né? Ainda bem que você logo viu que não vale a pena não sermos nós mesmos só pra ser aceita em um grupo. Mas isso é mal do ser humano, todos já passaram ou passarão por isso um dia!
Adoro aqui :) Beeijos ;*

narinha. disse...

quando eu estava começando a ser adolescente, p´r-adolescente na verdade qq eu era bem estranha tambem mas nao mudei porque as pessoas achavam que eu devia mudar, mas sim porque eu queria, porque achava que era preciso. E até hoje nao faço as coisas porque as pessoas querem, faço porque EU quero e tenho orgulho daquilo que eu sou (:

giih manucelli disse...

Você tem toda razão :)
Bom, digamos que eu também sempre fui meio estranha, mas nem por isso deixei de ser convidada paras festas e tals [ graças a deos, shuahsuah ] mas se tem uma coisa que não concigo me acostumar é com o maldito salto ¬¬' hsuahushau, e sab de uma coisa ? não ligo para o que os outros pensam sab ? muitas gurias me chama de machona [ não que eu tenha jeito, sou super delicada e sencível, é mais porq eu só uso calça e tenho costume de sentar de perna aberta, e brinco muito com os muleques sab ? ] então, mesmo ela me zuando eu PEGO MAIS HOMEM/GATO/GOSTOSO/PERFEITO/TDB do que elas que são todas 'certinhas ' hsuahushauhsuahusha. mas tipo , eu amo uma maquiagem uma sapatilha e que fique bem claro que não sou nenhum pouco masculina ! shuahsuahushauhsuha

beijos e continue assim, sendo você mesma !

♥Anny♥ disse...

Vc me lembra eu...
Eu qndo era mais nova,ficava querendo ser aceita e talz,eu mudei meu jeito(pra pior) e acabei afastando minhas amigas.
Decidi que ou elas me aceitariam do jeito q sou,ou nada feito.
Comecei a agir naturalmente,com espontaneidade,ser eu mesma,e modéstia a parte,hj sou muito querida pelos meus amigos.
Eu gosto de ser diferente,eu gosto de ver e ser vista,eu gosto de fazer aconntecer,enquanto muitas vão pra onde todas vão,eu vou pra onde eu quero!!

Bjão gataa!

thamy disse...

eu sou parecida..não fico passando gloss a cada 2 minutos e nem me olho no espelho antes de sair de casa...

M. disse...

Perfeit o post....Nada melhor que sermos nós mesmos!

E qua os outros....Se danem!!!

Xerooo
=D

Neo disse...

Oh yeah my friend...

Falou e disse.


Beijão pra vc!


Neo

Nina disse...

Queridaaaaaaaa, essa mulherada padrão enbonecadinha não para nunca!!!! Eu tive essa mesma experiência de vida, hehehe e agora, com quase trinta, as patricinhas de plantão seguem me dizendo que eu preciso ser mais "cor de rosa". Hehehehe.
Beijo!

m frank. disse...

também sempre fui a estranha perdida, e sempre gostei disso :x [2]
sempre fui a moleca da minha turma, e era aceita assim, pq eles gostavam de mim desse jeito! *-*
minha mãe é que ainda me amola pra usar coisas que ELA gosta, e eu ainda tô naquela de 'mãe, para, não!'
e eu acho que isso é ser autentica, não seguir as regras, as modinhas, inventar!
simplesmente ser ;)
adorei o post =*

Natie disse...

com o tempo a gente vai deixando de querer se parecer com a maioria e assumindo nossa propria personalidade...
adorei (pra variar neeh?) o q vc escreveu...

beijooos!

Lud disse...

o bom é que voce conseguiu manter a personalidade,apesar da pressao pra ser parecida com as outras meninas. de gente assim é que o mundo tá precisando!
:*

Robbie Jacks disse...

Nada melhor do que ser você mesma, sem se preocupar em ser "diferente" por que acha que o resto do mundo é muito igual. Todo mundo é igual a muitas outras pessoas, quer queiram, quer não! Beijos!


http://betajackson.blogspot.com