03 abril 2010

Querido, obrigada.

E no meio da Lapa, eu desabei. Desabei e chorei tudo o que eu precisava, que já estava acumulado há 5 anos. Lágrimas de dor, de felicidade, de perda, de ilusão, de amor, de raiva, de alcool, de esperança, de amizade. Doeu, doeu muito, e eu sei que ainda vai doer mais um pouco. Mas, agora, após 5 anos, eu não posso mais dizer que a nossa história não teve um fim, porque ontem você colocou o ponto final. Ponto final que eu precisava ter, para seguir a minha vida, mas que mesmo eu sabendo que ele já tinha sido posto na nossa história, naquele ano de 2006, ainda foi um choque muito grande pra mim. Ouvir tudo o que eu ouvi, da sua boca; todas as verdades, que eu nunca quis ver, e que sempre arranjava uma outra maneira de interpretar, e me iludir. E então, você tentando me abraçar, e eu chorando, te xingando, te empurrando e batendo. Desculpa, mas você me conhece... O beijo de despedida que eu pedi, e você não me deu, com o tempo eu vou perceber que era o certo a ser feito, e vou lhe agradecer, por me proteger (de uma dor maior, talvez). E saber que eu sou muito importante pra você, mesmo não sendo da maneira que eu gostaria, como você mesmo disse, me faz muito bem, mesmo! Tenho muito orgulho de ter sido a sua primeira namorada. E você, meu primeiro beijo, meu primeiro namorado, meu primeiro amor, me liberto de ti!

"B: Hoje eu te liberto de mim!
J: Não, hoje é você que está se libertando de mim, e eu fico muito feliz por isso. Quero te ver feliz pois, eu te amo muito, mesmo que não seja da maneira que você gostaria, eu te amo."

13 comentários:

Paula Teles disse...

Ameeeeeeeei o Post >.< Lindo e Lindo ;)

Larissa disse...

Coisas ruins acontecem para as coisas boas tomarem o lugar. Por mais que doa agora, vai passar! Seria pior se ele não te amasse dessa forma e nunca mais quisesse te ver. Vê-lo perto, mesmo que não da maneira como você queria, será melhor. Se libertará aos poucos, se fosse rápido, você iria sofrer mais.

Beijos.

Ana Paula disse...

Que coisa mais linda, quase chorei (juro!). Espero que fique tudo bem com você.

Estou de blog novo, aparece por lá? *-*

http://misturebadeconteudo.blogspot.com


Aguardo sua visitinha.
Beijos.

L. disse...

... é como se estivesse contando minha historia...
lágrimas escorrem por meu rosto sempre que me lembro do que poderia ter sido, sem necessariamente ser algo bom.

Mas olha, eu descobri que a amizada é a maior das expressões do amor. A mais forte. Verdadeira. Que dura pra sempre.

Espero de verdade que vc melhore e dê a volta por cima.. como eu consegui dar. (não sem muito esforço, mas consegui. E é isso que importa)


;*

Nilsa Almeida disse...

tritee...ainda bem que vc se libertou!

Lindo texto!!

Beijooos

L. disse...

Desejo a você que desse fim se inicie um começo maravilhoso de novas descobertas e liberdade. Liberte-se. Liberdade pra dentro da cabeça. Livre. Força.

Um beijo

Luiza disse...

essas coisas acontecem, as vezes logo, as vezes tempos depois. o bom é que a "liberdade" chega. beijos!

Líviis disse...

há males que vem para bem!
Beijos

Erica Ferro disse...

Ai, infelizmente (ou felizmente) a gente vive pra encontrar-se e despedir-se, né?
Felizmente os amores não são únicos e dignos de morte. Quero dizer, não se morre porque acabou-se um relacionamento; e é isso que consola, que nos motiva a buscar um outro amor, mesmo que essa não seja a intenção principal. Quer-se mesmo, depois de um fim de relacionamento, voltar a viver, a ter um novo sentido.
E acha-se, uma hora ou outra, mas acha-se.

Beijo, querida.

Rebeca Postigo disse...

Às vezes é dolorido, mas necessário...
Quando o fazemos, abrimos portas em nosso coração...

Bjs

Tania Girl disse...

Que post perfeito!!VErdadeiramente perfeito!!!

AS vezes a melhor solução é se libertar..

Amei o post!!
bjinhos

Naru disse...

Shorei >:

The batata disse...

Ai que lindo!
acho que além de contar a sua história você contou a de muitas garotas por aí.
A minha foi um porco mais complicada. e eu gostaria muito de ter um fim tranquilo como o seu =/