02 outubro 2010

Me pega, mas não se apega!

Era essa frase do título que estava escrito ontem na camisa de um menino lá na Lapa. Eu fiquei olhando e acabei pensando em mim e nos meus rolos... Eu já tive um coração mole. Mais mole que pudim de leite. Mole, mole, mesmo, sabe? Apegava-me fácil, apaixonava-me fácil, entregava-me fácil e sempre para pessoas que não estavam nem aí para mim, do tipo que só me queriam por diversão ou que simplesmente nem me queriam. Minhas amigas me chamavam de 'mulher de malandro' por causa disso, já que quando aparecia alguém que fazia questão de mim, eu não fazia questão da pessoa. Só que não é assim... Eu simplesmente não tenho culpa de sempre quem se interessa por mim, não conseguir chamar minha atenção de um jeito que eu fique ansiosa para ficar junto daquela pessoa. Acabou que com o tempo meu coraçãozinho foi ficando menos mole, menos mole, até que... Não, ele não virou um coração de pedra! Agora ele é simplesmente um coração normal. Não se entrega fácil e se protege. Porque, convenhamos, não achei meu coração no lixo para entregá-lo para qualquer imbecil que cruzar o meu caminho. (...) Ironicamente, a minha amiga que tinha um coração de gelo, arranjou certo alguém que com o calor do afeto está conseguindo contornar a situação e derreter o coraçãozinho dela. E para esses dois, eu desejo toda a felicidade do mundo!

18 comentários:

Fernanda Barcellos disse...

haha

Adorei...
"me pega, mas não se apega!"
Bom se pudéssemos comandar nossos sentimentos assim!Seria bem mais fácil!!

Beijos e lindo sábado.

Tania T. disse...

huuum.. pois no momento estou com esse coração mole,mole, mole... ah, como esse coração faz sofrer não é?

Espero que um dia isso mude.. cansei de amar sozinha.

Gostei do post!Ficou d+!!

Beeijo

isabella M. disse...

O meu ainda está meio hesitante.

Thaís disse...

Aiai, meu coração sempre foi mole, feito uma gelatina ou até mais. Agora ele anda meio quebrado. :/

Penso que seria bom ter um coração de gelo para ser esquentado por alguém que vale a pena. (:

Beijos :*

Fernanda Ventorim disse...

Adorei.
Também sou assim, meu coração é quase de pedra. Não é fácil amolecer ele não. haha!
Beijos.

Jeniffer Yara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luiza disse...

haha adoro sua criatividade, ela sai com um humor muito gostoso :)
já tive um coração gelado que foi derretido. não me lembro de ter tido um coração mole e provavelmente, meu coração seja igual ao seu, que se protege. beijos

- disse...

ahahahaha amei a tirinha. pega e nao se apega. SEMPRE!

''Tay' disse...

O meu ainda é mt mole.
Adorei o texto, mt bom *-*

bjus=*

quareesma disse...

Até um tempo atrás eu pensava que eu tinha um coração mole, mas nunca tive, tudo era apenas farsa ;x
Hoje em dia, meu coração tá começando a viver de um jeito inédito, conhecendo melhor a pessoa antes de se apaixonar e eu confesso que estou gostando dessa brincadeira de 'quero-te-conquistar' (hi hi)'

boa sorte aê pra sua amiga ;)'

beijas, Bu :*

so sad disse...

mas quando o amor pega, nao tem jeito, nao tem muralha, nao tem proteção.

Camilla Lourenço disse...

Amei a charge. Belo blog, voltarei mais vezes.

Tatá disse...

tás certíssima chérrie. As experiencias tornam nosso órgão vital mais resistente ás peças pregadas pela vida. (:

Tatá disse...

tás certíssima chérrie. As experiencias tornam nosso órgão vital mais resistente ás peças pregadas pela vida. (:

Vicky Doretto disse...

Adorei! *-*
Meu coração anda meio confuso... mas nada muito preocupante =X rs
rs adorei a tirinha ^-^

*Uhn, os links daquele post da Patricia Cabot são para o livro traduzido já ^-^ É ruim depender das editoras mesmo, até porque, ficar lendo no pc cansa ¬¬¨ (e ler em inglês cansa tmb... rs) Mas se vc souber um básico, da pra ler em inglês sim ^-^

Bjão =^.^=

Natália disse...

Meu coração é mais mole do que gelatina... Beijo

Ariana disse...

"Não achei meu coração no lixo para entregá-lo para qualquer imbecil que cruzar o meu caminho. (...)"

Com as experiências vividas a gente aprende a ter um coração menos mole e a escolher melhor!

Beijos e boa semana

αnny disse...

Também já tive o coração mole moole mole e me ferrei muiiito! Daí eu percebi que tinha que saber que dosar isso... Não ser totalmente entregue e nem toltamente fria... Era o equilibrio que fazia tudo ser mais gostoso!