01 novembro 2010

Esquina, paranóia delirante.

Ela decidiu ir almoçar com um casal de amigos em um restaurante ali perto. Não sabia ao certo o porquê de estar fazendo aquilo, já que estava querendo economizar dinheiro e a sua tia havia oferecido o almoço em sua casa. Mas mesmo assim foi. Talvez por causa do jeito meigo pelo qual foi chamada pelo casal. Ou, talvez, tinha a esperança de esbarrar com Alguém no caminho. Enquanto almoçava, tentou evitar ficar olhando pela janela do restaurante, na esperança de que Alguém passasse; porém, não conseguiu. O desejo de encontrá-lo novamente era forte. Pensou que realmente o destino estava contra ela, e que não esbarraria com esse Alguém tão cedo... Foi aí que ele passou. Imediatamente ela abriu um largo sorriso, e ficou esperando que ele se virasse e a visse ali, e resolvesse lhe dar um simples ‘oi’ que fosse. Só que ele não olhou na sua direção. Simplesmente não a viu e passou direto. É, se foi. Terminou de almoçar, conversou mais um pouco com o casal de amigos, pagou a conta e foi embora, pois tinha que ir para o trabalho. Quando dobrou a esquina, porém, viu Alguém parado em um ponto de ônibus. Em seu rosto abriu um largo sorriso novamente, mas, ela ficou em dúvida se falava com ele ou não. Resolveu falar, afinal, sabia se não o fizesse, depois iria se arrepender. Deu um esbarrão em Alguém e virou para pedir desculpas. Riu fingindo estar surpresa por encontrar com ele ali. Ele também riu – talvez por saber que ela fez de propósito, ou simplesmente por estar feliz em vê-la novamente, de qualquer forma, foi um bom sinal. Conversaram um pouquinho, e como sempre, ela ficou nervosa na presença dele, e acabava se enrolando – torceu para que ele não estivesse percebendo. Falaram sobre o colégio, sobre o futuro, o destino de cada um no mundo. Para ela aquela conversa durou horas, apesar de estar ali menos de meia-hora - desejava muito que não tivesse fim. Despediram-se. Pensou se o abraçava ou não. Ah, como ela sentia saudades do abraço dele! Mas, não... não o fez. Simplesmente deram um aperto de mão e um sorriso. Ela se virou e foi embora, o deixando ali, esperando o ônibus. Assim como ele faria no futuro, a deixando ali, e pegando o seu avião, para longe. Bem longe.

12 comentários:

Kate disse...

Obrigada por passar no meu blog, fico feliz q tenha gostado eu amei o nome do seu!!!
Bjos!!!

http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

. pamela moreno santiago disse...

olá. passando pra divulgar meu blog e dizer que o seu tá simplesmente foda!
seguindo aqui. espero que goste e que siga o meu também.
beeeijinhos e espero você lá :D

João Lenjob disse...

Nossa!! Obrigado!! Adorei aqui também.
Peço por gentileza que visite http://castelodopoeta.blogspot.com que é um Castelo ornamentado de arte. De todas e hoje tem uma entrevista com uma das atrizes de ponta da capital mineira, a Lívia Gaudêncio.
Aguardo você lá. Beijo!!

João Lenjob.
Nova Paisagem
João Lenjob

Quero um sonho novo
E uma nova paisagem
Um novo tempo, instante
Uma outra forma de castidade
Eu quero ver o meu amor
Sentir seu silêncio, seu momento
Seus olhos, ver seus olhos
Sentir como serena o meu desejo
Como orvalho cai em seus anseios
Quero me apossar do chão
Conversar com a lua
Tocar no meu violão a sua melodia
De noite, de dia, respirar seu sonho
Seu sonho novo que eu quero
E uma nova paisagem.

Jeniffer Yara disse...

Ah que pena que o encontro dos dois foi tão frio :/
beijo

''Tay' disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
''Tay' disse...

Pena que o encontro dos dois foi tao frio =/
e desse tipo de coisa q ela vai se arrepender no futuro.

bjus =*

Tania T. disse...

Ahhh.. que triste!!! :'(

Ainda assim, amei!!

O final surpreendente, como sempre!!

Bjokinhas =*

Barbara Salvan disse...

Seus textos sempre tão doidos e significativos! ADOOORO SUAS POSTAGENS!
Vim aqui hoje para pedir desculpas pela demora de te responder! Você comentou na postagem de aniversário do meu blog e eu não entrei mais lá depois daquele dia... portanto, me desculpe pela demora!

Agradeço muito pelo comentário, e quero dizer que seu blog está muito lindo!
Beijos, até mais ♥

Lu disse...

muito bonito o texto, mas não gostei do final, achei triste. =/
Gosto de finais alegres, kkk.
beijos. ^^

Patrícia Alves disse...

amei o texto, adoro finais tristes :D
Lindo aqui!
Beijos.*

http://history-end.blogspot.com/

Ariana disse...

Ninguém merece esses encontros frios, é tão ruim!

Gostei do texto!


Beijos

dear sarah disse...

Hum, que interessante...
adorei aqui! beijinhos.