12 outubro 2012

Lembro que você não ligava para nada, eu podia sair de meia e chinelo de dedo, que estava tudo bem, assim como os meus vestidos curtos ou o penteado de maria chiquinha, que as vezes eu cismava em fazer. Você simplesmente me dava a mão, e desfilava comigo na rua, sem se importar de como eu estivesse. Eu era sua de qualquer jeito, você dizia. Mas uma vez eu reclamei que você não me elogiava. Você, simplesmente, respondeu que não tinha graça elogiar quem sempre estava bonita. Era mentira. Mas eu gostei.

Um comentário:

Any disse...

adorei (: eu ia gostar tb...