15 fevereiro 2016

Como montar roteiro, lugares e transporte em Buenos Aires - Argentina.

Pronto, após o desespero da postagem anterior, agora sim a parte legal! Eba! E, sim, vai ter postagem sobre a Argentina durante um tempinho. Não sejam chatinhos, deixa a Bruna ser blogueira-viajante feliz, tá? :P

Vou começar contando como foi para organizar o roteiro e outros detalhes para Buenos Aires e em outra postagem conto como foram as coisas por lá, pois assim não fica muito grande.

Todos os valores que eu citar com $ são em pesos argentinos, ok? Então ok, vamos lá!

  • Primeira coisa que você precisa fazer: pesquisar o que tem de legal para fazer em Buenos Aires (isso vale para qualquer lugar, na verdade). Então, se joga no Google! Há vários blogs falando sobre (na próxima postagem o meu será um deles :P) e tem também o site oficial de Buenos Aires no qual eles também falam sobre as atrações de lá. 

  • Para facilitar, eu achei melhor fazer uma tabelinha no Excel colocando: nome do lugar, endereço, horário de funcionamento, valor e site. Mas uma listinha feita a mão também serve, faça o que achar mais prático. Exemplo do Excel:

  • Quando já estiver com os locais escolhidos, dê uma olhada no mapa e veja quais ficam mais próximos do local que você vai ficar e veja qual seria a melhor rota para ir aos locais. Por exemplo, El Caminito fica lá embaixo no mapa, então resolvi ir primeiro nele e depois ir subindo passando pelo La Bombonera, Plaza Lezama, Mafalda, etc. Não sei se é só para quem é usuário do gmail, mas no Google maps tem a opção de você criar o seu próprio mapa e salvar em “My Maps”. Eu fiz o meu lá para me localizar melhor, marcando todos os locais e os dividindo por cores de acordo com o dia que pretendia visitá-los. Ficou assim oh:

  • Após visualizar qual o melhor dia para visitar cada atração, dê uma olhada no site “Como Llego” que é um mapa no qual você coloca o local de onde você vai sair (Desde) e para qual você gostaria de ir (hasta), então você seleciona se quer fazer o trajeto de ônibus, a pé, de carro ou de metrô. Tem um aplicativo desse site também, mas só funciona com internet, e como eu não tinha internet na rua (nem no quarto do hotel, na verdade, já que não estava funcionando no meu andar) eu não utilizei do aplicativo. 
  • Agora pega todas as informações que você achar necessárias e coloca em um papel para você levar e poder consultar durante a viagem. Tirei foto de um dos meus itinerários (separei as folhas por dia) para mostrar para vocês. Eu coloquei os nomes dos lugares, endereço, horários, valores e a indicação que o site "Como Llego" me deu para chegar no local. Optei por colocar alguns mapinhas para melhor visualização também. 

Cartão SUBE – Ônibus.
  • A primeira coisa que eu tenho para falar sobre o ônibus é: se der para andar, vá andando! Buenos Aires tem uma arquitetura linda e para quem não conhece o lugar - assim como eu - é muito legal de ir passeando e descobrindo as coisas. Umas duas ou três vezes que eu havia me programado para pegar ônibus, acabei indo andando, as vezes até sem perceber, pois ia observando cada cantinho da cidade.
  • De qualquer forma, adquira o cartão SUBE, que serve para pagar a passagem de ônibus, metrô e trem. O cartão custa $ 25 + o valor que você quiser recarregar. Um mesmo cartão serve para mais de uma pessoa. Acesse o site oficial do cartão e veja no mapa onde você pode comprar. Os locais no mapa demoram um pouquinho para carregar, então tenham paciência.
  • As passagens de ônibus variam de acordo com o local que você pegou o ônibus e o local que você irá descer. Acredito que o máximo seja $ 3,50, por tanto, tente fazer o seu orçamento de passagens nesse valor. Não sei informar sobre metrô e trem, pois não andei.
  • Quando você sobe no ônibus e vai pagar (no caso, passar o seu cartão SUBE) você tem que informar para o motorista onde você irá descer, para assim ele selecionar na maquininha dele o valor que será cobrado quando você passar o cartão. Tenta arranhar um espanhol falando “Voy bajar en (insira aqui o local)” (vou descer em...)  ou “Voy bajar cerca de... (insira aqui o local)” (vou descer perto de....). Caso você não fale espanhol, fala o local que você quer ir em português mesmo, pois a maioria entende. Quando eu estava indo para um local, que imaginava não ser muito conhecido, eu tentava ver um ponto de referência, como uma praça ou um shopping, por exemplo.
  • Eu estou vendendo o meu cartão SUBE por R$ 10 e já consta $ 10 de crédito nele. É ideal para quem vai chegar em Buenos Aires pelo Aeroparque (pelo Aeroporto Ezeiza recomendo um táxi mesmo, por ser muito longe do centro), e assim pode pegar um ônibus e economizar, já que lá perto do aeroporto não há venda dos cartões e pelo que me informaram, atualmente, essa é a única forma de pagamento nos ônibus. Eu paguei $ 150 no táxi do Aeroparque até próximo ao Obelisco, onde ficava o meu hotel, e olha que paguei barato. Então imagina a economia indo de ônibus, ein?


Cartão VOS – Desconto.
  • Se cadastre no site para retirar o cartão VOS quando chegar em Buenos Aires, pois ele é um cartão que te dará descontos em alguns locais como, por exemplo, o Tour pelo Estádio Monumental e o Estádio La Bombonera. Mas não faça o seu orçamento contando com os descontos, pois eu não dei sorte, cheguei lá e estava fora de serviço o local de para retirada.

Eu só peguei táxi duas vezes: quando cheguei do Aeroparque para o Hotel e quando fui embora do Hotel para Aeroporto de Ezeiza. Na primeira paguei $ 150 o que é um preço razoável, mas não peguei na saída do aeroporto não, dei uma caminhada mais pra frente, pois ali sempre cobram muito cara. Na segunda foi $ 400, que apesar de ser um preço razoável também, já que o Aeroporto de Ezeiza é bem mais longe, dei sorte que fiz amizade no hotel e eu e meu namorado dividimos o táxi com mais um casal. Fora isso só usei ônibus e barca, sendo que a barca foi porque eu dei uma passadinha em Montevidéu no Uruguai. E de verdade, achei beeem tranquilo andar de ônibus, não demoram muito para passar e não vi nada perigoso, mas, obviamente, como boa carioca sei que não se deve dar mole por ai.

Os lugares que eu me programei para ir estão abaixo. Não fui em todos, pois andei muito por lá e acabei ficando com o pé doendo, fora que um dia meu namorado teve febre, então preferimos não abusar. Mas fui na maioria e nos mais interessantes - pelo menos pra mim. Então, é só uma dica que estou dando, obviamente, pesquisem mais e encontrem o que vai estar com o gosto de vocês :) 
  1. Obelisco, Livraria El Ateneo, Cemitério Recoleta, Centro Cultural Recoleta, Plaza Francia, Museo Nacional de Bellas Artes, Biblioteca Nacional, Facultad de Derecho, Floralis Generica, Jardin Japones, Bosques Palermo, Barrio Chino, Estádio River.
  2. El Caminito, La bombonera, Parque Lezama, Plazo Dorrego, mercado San Telmo, Casa Minima, Mafalda, Larguirucho y Super Hijitus, Basilica Nuestra Sra del Rosario, Gaturro, Ponte da Mulher.
  3. Museu del bicentenario, Café Tortoni, Plaza San martin, Casa Rosada, Palermo Soho, Iglesia Nuestra Señora de la Esperanza, Costanero Sur, Fuente Monumental de las nereidas, museo del humor.
Na próxima postagem mostro fotos! Besos y hasta luego!

Nenhum comentário: